Salomão Larêdo

Salomão Larêdo

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

DESVALORIZANDO O QUE É NOSSO!

LITERATURA PARAENSE FORA DO CURRÍCULO DE NOSSAS UNIVERSIDADES. QUAL A RAZÃO DAS UNIVERSIDADES DESPREZAREM OS ESCRITORES PARAENSES E A LITERATURA QUE SE PRODUZ NO PARÁ?

Salomão Larêdo, escritor e jornalista

Perfeito o texto do escritor Edyr Augusto. Indignados com a situação, assinamos e compartilhamos o conteúdo. É um absurdo as nossas universidades não terem a disciplina LITERATURA PARAENSE. Como os alunos vão saber da existência de autores e livros produzidos por nosso escritores? Falha clamorosa e inaceitável. Devemos considerar essa situação uma desconsideração, descortesia com os escritores de nossa literatura e vergonha de ser paraense ou das coisas do Pará e/ou irresponsabilidade e preconceito? Qual tua opinião amigo leitor e leitora desta espaço?

Clique na imagem para melhor visualização


sábado, 15 de novembro de 2014

LITERATURA PARÁ

Salomão Larêdo escritor e Jornalista

Leia esta coluna na revista Fox



Novembro – o final do ano se aproxima e a leitura é o maior espetáculo da vida!

LANÇAMENTOS

- Vocabulário Regional e Livro dos 30 anos da Casa de Cultura de Marabá – 15 de novembro, às 19h, auditório da Fundação, em Marabá.

- O Mundo Rural no Brasil do século XXI – a formação de um novo padrão agrícola e agrário. Livro essencialmente teórico sobre os pequenos produtores do Brasil. Vários autores, entre os quais, o professor Alfredo Homma. Edições Embrapa,pode ser acessado on line.


ACONTECENDO 

Repercute grandemente a Feira Literária do Pará – FliPA - realizada aqui na Livraria da Fox e reuniu os autores e a produção paraense, iniciativa dos escritores nativos, da Livraria da Fox e da Editora EMPÍREO. Prevista para um dia, o sucesso foi tanto que automaticamente aconteceu em dois e a previsão é que a 2ª FLiPA, em 2015, repita o que pede a voz do povo, acontecerá dias 17 e 18 de outubro.


- Dia 15, em Marabá, comemoração dos 30 anos da Fundação da Casa da Cultura de Marabá, com intensa programação. 


- No ICED/UFPA, dias 3 e 4, o II Simpósio de Literatura Infanto-Juvenil e Formação do leitor na Amazônia.

DESTAQUE 

Desnamorados, Zon – o rei do nada – ; Ela prefere as uvas verdes ; A Cidade Flutuante; Sete Cabeças, A Torre Acima do Véu, alguns dos livros mais procurados na Livraria da Fox.



- Abaúna e outros poemas -, livro da escritora paraense Aline de Mello Brandão, que destaca: “amo as pessoas facilmente”.


NOVOS AUTORES  

Participe do Prêmio Fox de Literatura. Entre no site: www.flipara.com.br e leia o regulamento. Iniciativa Livraria da FOX e Editora EMPÍREO.

NOVIDADES 

O escritor paraense Alfredo Oliveira, ganhou o Prêmio NOBRE de Literatura, recebeu diploma e troféu e seu livro Belém- Belém, editado pela Livraria da FOX em parceria com a Editora EMPÍREO, de São Paulo e receberá a obra na FLiPA de 2015. 



COMEMORAÇÃO  

Noé von Atzingen, fundou, com Ademir Braz, Virginia Matos e outros intelectuais e escritores, em 1984 a Casa da Cultura de Marabá onde haverá intensa comemoração pelos 30 anos.

LEMBRANCA 

Espaço evocativo da memória de autor autóctone que já nos deixou: Levi Hall de Moura, nasceu em Belém e fez sucesso nas áreas jurídica e literária. Jornalista e escritor, publicou os romances O Terreno e o Infante, Oceano Perdido, dentre outros trabalhos.


RECEBI 

Um século de Imigrações Internacionais na Amazônia Brasileira (1850/1950) – Trabalho de pesquisa da professora Marilia Ferreira Emmi. Conforme a dedicatória: “...recorte da história de cinco grupos migratórios que contribuíram para a formação social da Amazônia..”

- Esquema da origem e da evolução da sociedade paraense – trabalho importante de Levi Hall de Moura, oferta de seu filho Arnaldo Moura, editado por Júlio Victor e Maurílio Moura, filhos do jurista e intelectual paraense.


Além dos deveres – recordações do CRM-PA – trabalho do escritor Alfredo Oliveira, prêmio Nobre de Literatura.

- Das iguarias, da ladainha e da devoção a São João, trabalho da escritora vigiense Maria do Carmo Palheta, oferta da filha Carmen Palheta Alves.



Música Transmórfica – A ciência da arte aplicada à arte da ciência – fundamentação – método básico – trabalho de Albery e Tiago Albuquerque, oferta:Carmem Palheta.



LEITURA RECOMENDADA 

- Cuia Pitinga, poemas do escritor paraense Jaques Flores, patrono da Feira Literária do Pará – FliPA.

- Panela de Barro – livro de crônicas do escritor paraense, Jaques Flores.



- Três Séculos de Moda, do escritor paraense João Affonso. Prefácio:Francisco Paulo Mendes.

Esta coluna você confere também mensalmente na Revista da Fox



TRAQUINARTE PARA CRIANÇA SER MAIS ALEGRE E MUITO FELIZ!

Salomão Larêdo, escritor e jornalista

Passamos – eu e Maria Lygia – na Traquinarte e ficamos encantados e felizes em ver dois jovens profissionais – Adriana Araujo e Jailson Carvalho - cheios de sonhos, ideais e ideias que já são realidade em nossa gostosa Belém de tanta criança que precisa de espaço cheio de afeto e carinho para que seja mais feliz ainda. 


E assim, conhecemos a Traquinarte cheia de novidades lindas para as crianças e pais e quem mais chegar. Cheirava muito o bolo de banana nanica que as crianças ajudaram a monitora de arte culinária a fazer para saborear após a oficina de arte(vide fotos), quando Jailson e Adriana mostravam a Traquinarte que tem áreas pra todos os gostos e traquinagens. 

Foto de Adriana Araújo

Que bom saber da existência desse local agradável, em Belém e feita por gente daqui, paraenses inteligentes e competentes. 

ARTE, SAÚDE E EDUCAÇÃO

“ Meu nome é Adriana sou a idealizadora e sócia proprietária da Traquinarte ! Sou mulher do dr. Ricardo Mouta e mãe de duas meninas lindas ( Maitê e Nicole), graduada em psicologia, bacharel e mestre em direito e pós graduanda em arte em saúde e educação.”

Adriana Araújo e seu esposo dr. Ricardo Mouta

O outro sócio proprietário é o engenheiro civil dr. Jailson Carvalho Salustiano, que deixou tudo pra se dedicar aos sonhos de efetivar a Traquinarte que “introduz, desperta, desenvolve e valoriza a arte na formação educacional da criança.” Adriana e Jailson, contam:

Adriana e Jailson

PROJETO INOVADOR PARA BEBÊS

“ O nosso espaço tem como objetivo sensibilizar a criança para arte e promover sua educação integral através da arte em suas múltiplas dimensões. Temos oficinas diversas artesanato, pintura, desenho, musicalização e agora estamos desenvolvendo um projeto inovador também com bebês (o programa plus baby) que é um programa de desenvolvimento e estímulo para bebês através de uma equipe multiprofissional.”


CRIANÇA TRAQUINA NA TRAQUINARTE

Veja e leia, no folder, todo o potencial da Traquinarte que já tem quase dois anos de atividade em Belém e que está repleta de muitas novidades. Confira.



segunda-feira, 10 de novembro de 2014

A BRASTEMP ME ENGANOU !
Salomão Larêdo, escritor e jornalista


Compramos e usamos – eu e minha mulher - geladeira e fogão BRASTEMP desde que casamos, há 40 anos, e, em janeiro deste 2014 adquirimos, numa loja de departamentos em Belém do Pará, novo fogão e nova geladeira BRASTEMP que começou a fazer gelo onde não devia ( vide fotos). 


Iniciamos nossas reclamações à BRASTEMP e à Assistência Técnica da BRASTEMP em Belém do Pará no dia 01 de Julho de 2014 e até a presente data, a BRASTEMP diz que vai resolver e não resolve. A BRASTEMP e a Assistência Técnica da BRASTEMP em Belém do Pará nos enrolam todo esse tempo. A BRASTEMP diz que será providenciado, que vai mandar a sua Assistência Técnica em Belém do Pará, que, por sua vez, também nos enrola e uma joga à outra e ninguém resolve, nada e o problema na geladeira, persiste. 


Certamente a BRASTEMP quer que percamos a garantia para poder nos cobrar o serviço, peça, etc. Temos anotado todas as ligações telefônicas que demos e os protocolos que foram repassados. Não vamos nos angustiar e estressar mais indo ao PROCON ou similar. O que nos indigna, é o desrespeito, a enganação, a enrolação, a falta de palavra, o não cumprimento do que se acerta. Como sempre acontece nessas situações, o consumidor que se ferre. 


Pelo não cumprimento da resolução do problema do refrigerador da BRASTEMP que faz gelo no lugar indevido, entendo que A BRASTEMP ME ENGANOU !