Salomão Larêdo

Salomão Larêdo

quarta-feira, 30 de julho de 2014

É PECADO LER? VENDER LIVRO É CRIME? CRIME COMETE QUEM INTERDITA O ACESSO AO LIVRO, AO CONHECIMENTO E NÃO QUER FORMAR LEITOR COM ESPÍRITO CRÍTICO PARA MUDAR A SOCIEDADE, PRA MELHOR, AJUDANDO A DIMINUIR A DESIGUALDADE, AUMENTANDO A JUSTIÇA SOCIAL E TENDO POVO MAIS EDUCADO, MAIS CULTO, MAIS CONSCIENTE POLITICAMENTE,MAIS ALEGRE, MAIS FELIZ PORQUE MENOS VIOLENTO.

DEU NO JORNAL ( leia o recorte de jornal e veja a foto, abaixo) 

Salomão Larêdo, escritor e jornalista 

Numa cidade, num estado onde precisamos de mais bibliotecas e que funcionem 24 horas com bibliotecárias atendendo; de mais espaços de leituras, mais livros e muita, muita leitura e leitura, o crime está em quem impede o acesso democrático ao livro. 


Essa interdição, perseguição às possibilidades de conhecimento, à leitura, ao livro, é a luta cotidiana que travamos para formar leitor crítico, sempre. Minha solidariedade aos livreiros, à turma do “Sebo” que expõe livros à mãocheia nas calçadas de Belém e se expõe ao fisco que confisca o conhecimento. 


Organize-se a cidade, o espaço urbano, amplie-se o número de bibliotecas e de livrarias e tudo se resolve sem violência. (Texto e foto: Salomão Larêdo

quarta-feira, 23 de julho de 2014

A SITUAÇÃO DE SAÚDE DO TIO DAVID, O PADRE DAVID LARÊDO – CÔNEGO DAVID GONZAGA LARÊDO: QUADRO ESTÁVEL, MAS, GRAVE.

Salomão Larêdo, escritor e jornalista

Cônego David Gonzaga Larêdo

Sobre o tio David, padre David – Cônego David Gonzaga Larêdo. Continua na UTI do Hospital da Beneficente Portuguesa, em Belém. No horário de visita ao vê-lo, através do monólogo, repassei-lhe as informações gerais da vida, contei-lhe das minhas atividades docentes pelo interior, dei as lembranças de todos que perguntam por ele , falei dos planos e projetos e sei que ouviu pois respondia com o movimento das pálpebras, mas dormindo estava, dormindo permanece. Rezei, falei do amor de todos nós por ele e de que confiamos nos planos de Deus pra ele e do acompanhamento permanente e vigilante da nossa amada padroeira, a Virgem do Carmo/Nazaré/Conceição. Joguei um beijo e saí para ouvir o boletim médico do intensivista : “um quadro estável, mas continua sempre grave” a situação de saúde do tio David, o padre David – Cônego David Gonzaga Larêdo. Pedimos orações. 

CRIME CULTURAL EM TUCURUÍ: A BIBLIOTECA MUNICIPAL ESTÁ FECHADA, EM RECESSO!

Salomão Larêdo, escritor e jornalista




Como se fosse possível num país, numa região e em um Estado – Pará - onde se garimpa leitor e é preciso, urgente e de todo jeito formá-lo, incentivá-lo, estimulá-lo, a “ Biblioteca Pública Municipal Bruno de Menezes”, de e em Tucuruí, no mês de julho, comete o crime cultural de entrar em recesso. Ninguém pode ler e nem pesquisar nesse espaço público tão vital e tão importante para o nosso desenvolvimento sócio-educacional e cultural. Passei por lá inúmeras vezes para ver se não era meu equívoco, mas o aviso é taxativo: de 16 de julho, a 03 de agosto de 2014, está fechada a biblioteca e a placa diz “ educação igual para todos”, como? E a prefeitura afirma que está “construindo um novo tempo”. Qual? Sem leitura? 


EM BAIÃO, TAMBÉM

Fato semelhante constatei há dois anos, na biblioteca municipal de Baião, o leitor deste blog se lembra. Isto será uma ação, um hábito que está virando moda na região do Baixo-Tocantins? Ou seja, a biblioteca ficar interditada, vetada, fechada, lacrada a quem quer que seja, quando deveria, especialmente nesse período de recesso escolar, ou de férias, como queiram denominar, aí sim, ter uma programação especial para as crianças, torneio para jovens, incentivo aos adultos, promoção de empréstimos de livros, sorteios. Não, é mais fácil e cômodo fechar, impedir o acesso, interditar a biblioteca, trancafiar os livros. É realmente um crime cultural, uma inação política das mais graves e lamentáveis e vergonhosas que se comete.

Biblioteca de Baião Interditada há dois anos atrás

DELITO CULTURAL
Entristeci-me ao constatar e ao fotografar o fato concreto de ver que na minha região, num lugar onde morei quando criança, comete-se o delito cultural sério e isso me atinge profundamente porque todos sabem que meu trabalho principal é ajudar na formação do leitor, seja como cidadão, ou na condição de escritor, aliás, completamente desconhecido como autor e suas obras. Não creio que em sã consciência, a direção da biblioteca, a secretária de educação e o prefeito de Tucuruí estejam sabendo e aceitem esta situação que merece repúdio de todos que sabem da importância da educação e da cultura que passa pela biblioteca, livro e leitura, como meio de se desenvolver uma comunidade, um povo, um país. Mas nada deve arrefecer nosso ânimo e nosso trabalho. Vamos continuar investindo na formação do leitor, reivindicando livros, bibliotecas e que funcionem 24 horas para que, lá adiante, colhamos os frutos. Vamos em frente em nossa ação política, nessa grande luta em prol da formação do leitor, ainda que sem biblioteca e sem livro.


sexta-feira, 18 de julho de 2014

CASAMENTO ENTRE HOMENS NO INTERIOR AMAZÔNICO É O TEMA DO NOVO LIVRO DO ESCRITOR PARAENSE SALOMÃO LARÊDO



TEMA


"É UM TEXTO TOTALMENTE DIFERENTE DE TUDO QUE JÁ ESCREVI"


"...ESCREVO PARA LEITOR, PARA O POVO, SEMPRE VALORIZANDO O QUE É NOSSO"...


PAI E FILHO



Matéria publicada no jornal Diário do Pará, caderno Você, 17/07/2014.