quarta-feira, 24 de julho de 2013

A EDUCAÇÃO GLOBAL – DUKE UNIVERSITY

Salomão Larêdo, escritor e Jornalista

Salomão Larêdo e a turma da Duke University

Linguagem e cultura popular – tema sobre o qual conversamos com a turma da Duke University que está em Belém participando da “Duke in Brazil Summer Program 2013” de 01 a 29 de julho entre o Rio de Janeiro e Belém, à frente a profa. Magda Silva, diretora do programa e a profa. Cintia Costa, da UFPA e da própria Duke, nos Estados Unidos.


Agradeço aos participantes, sobretudo à Magda e Cintia, minhas amigas, pela oportunidade que me deram de trocar informações sobre a literatura brasileira em especial a paraense e mostrar meu trabalho literário.

Profa. Cintia Costa e a profa. Magda Silva

Vejo esse trabalho da Duke como a grande novidade na educação, que é sair da sala de aula formal e vir para outros ambientes educacionais e de aprendizado, onde se pode ter, através de interdisciplinas, além do intercâmbio, a consciência e ciência da vida do outro pulsando em suas diferentes situações, matizes, jeitos, maneiras, falas, dialetos, conversas, uma situação global para o conhecimento e convivência dos povos para que haja mais união, fraternidade, justiça social e sobretudo, humanidade.

Profa. Cintia Costa e Salomão Larêdo

Parabéns à Cintia Costa e a Magda Silva, pela iniciativa, pelo trabalho sério e moderno, diferente, cujo resultado já se pode observar inclusive com a presença da turma na ilha do Marajó utilizando o cotidiano de nossa gente como experiência de vida prática.
Que legal!!!! E isso é linguagem e cultura, muita cultura e cultura popular, é ser gente, é o que todos nós somos e devemos valorizar cada vez mais.
_________________________

Valorize o que é nosso.
Leia e divulgue a nossa literatura.




MATINTA-PERERA hora de encanto – o medo de amar: É uma versão popular do mito que o autor utiliza para contar uma história de amor envolvendo as personagens Brenda Lee, Tanny Tucci, o costureiro Ives Saint-Laurent e a famosa estrela de cinema Catherine Deneuve, que começa em Roma e termina em Icoaraci, muito gostosa, em que todos podem ser matinta perera, condição que se adquire por fado e quando se tem medo de amar. 

Formato: 10 x 19 cm
Páginas: 42 
Gênero: Prosa poética
Capa: Israel Gutemberg/Salomão Larêdo
Coleção: Boto













Um comentário:

Cintia Costa disse...

Salomão, é uma grande honra ser sua amiga e ler tuas preciosas obras. Ontem foi um dia especial por ter tido o privilégio de te ouvir e apreciar a tua fala sobre a nossa rica região. Muito obrigada por tudo!
Abraços carinhosos! :-)