sexta-feira, 13 de maio de 2016

As mangueiras de Belém

Perceba pelas fotos, leitora e/ou leitor deste espaço - trocam as folhas. Que belo espetáculo e lição da natureza: mudar, renovar. Aqui na Amazônia, em Belém, temos apenas duas estações: uma com mais chuva e outra com menos chuva e sol, intenso, brilhante, feliz!! Mas parece que a mangueira, natural da Índia que o ingleses trouxeram para cá no período da belle époque e Belém passou a ser conhecida como a cidade das mangueiras, em seu comando de raiz, obedece as quatro estações : inverno, verão, outono primavera e as folhas que cumpriram a sua função, amarelam e caem dourando a cidade. Lembro que colhíamos as folhas tenras do cacaueiro e da mangueiras e espocávamos nas mãos. Daqui a pouco elas vão florescer e num exemplo de pensar no bem do outro, as árvores doam os frutos, põem para fora, disponibilizam e quem quiser,colhe, elas não usufruem : que generosidade e nós em troca, não podamos as mangueiras, não retiramos as ervas de passarinho e ao invés de tratar, colocando adubos e nutrientes, derramamos resto de construção nos seus troncos e elas generosas, respondem a essa violência,mau- trato desamor e agressão,com sombras, verdume e frutas saborosas. Aprecie as fotos (Texto e fotos: Salomão Larêdo)






Nenhum comentário: